João Azevêdo e demais governadores do Nordeste pedem ao governo federal prioridade na vacinação de profissionais de Educação e Segurança Pública

O governador João Azevêdo e demais governadores do Nordeste encaminharam ofícios ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e aos ministros da Saúde e Educação, Marcelo Queiroga, e Milton Ribeiro, respectivamente, solicitando a inclusão dos profissionais da Educação das redes públicas e privadas e das forças de Segurança Pública na “prioridades das prioridades” do Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19. 

Os gestores ressaltaram que a vacinação dos educadores é fundamental para a superação do período prolongado de aulas de não-presenciais e para a garantia da saúde dos profissionais da Educação. Eles também destacam o trabalho diuturno dos profissionais da ativa da Segurança Pública na linha de frente do combate à Covid-19 e na segurança da população. 

“Nós, governadores dos nove Estados da Região, pedimos que haja imediata análise de nossa proposta para que possamos proteger profissionais da ativa de Educação e Segurança do Brasil e, assim, proteger de maneira mais eficiente todos os alunos e alunas e, claro, todos os brasileiros e brasileiras”, frisaram. 

Os gestores reforçaram a apreciação do pedido pela Comissão Intergestores Tripartite  para que os segmentos sejam imunizados o mais breve possível, estabelecendo critérios de acordo com a disponibilidade de vacinas e regras do PNI. “O Consórcio Nordeste se soma a todas as autoridades públicas de nosso país na busca de soluções para a erradicação de tão terrível pandemia. Nessa condição e certo de vossa compreensão, colocamo-nos inteiramente à disposição para a realização de eventuais reuniões ou esclarecimentos”, finalizaram no documento, que também foi encaminhado ao secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui