Novo decreto suspende aulas presenciais nas escolas particulares para conter propagação da Covid-19 na Paraíba

As aulas presenciais nas escolas das redes públicas estadual e municipais seguirão suspensas. As escolas e instituições privadas de níveis superior, médio, fundamental e infantil também deverão funcionar exclusivamente através do sistema remoto.

O Governo do Estado promoverá reunião, por videoconferência, com a participação dos sindicatos e associações dos professores e trabalhadores das redes públicas e privadas, sindicatos patronais, representantes das universidades públicas e privadas e representação de pais de alunos com o objetivo de discutir como se dará o funcionamento das aulas a partir do dia 12 de abril.

2 COMENTÁRIOS

  1. Se escola fosse prioridade para o nosso governo, antecipava a vacinação para os educadores e mantinha as escolas abertas.

  2. Saudações Cordiais,

    Esse decreto não diminuirá o risco de contagio porque o povo quanto sociedade não possuem maturidade educacional em seu discernimento discursivo diante o todo ocorrido que ´é-nos uma pandemia; pois, muitos pensam em sã consciência que o Covid 19 e suas variantes são apenas uma gripe, porém essa visão dá-se por falta de informação dos órgãos competentes no que cerne o interagir concisamente diante da nossa realidade. Infelizmente vivemos momentos difíceis, não existe vacinas para todos, não existe dialogo coerente dos gestores públicos com os lideres empregadores e trabalhadores, assim, nós que temos conhecimento desse péssimo momento por falta de presidencialismo e civilidade, estamos sujeitos as intemperes da vida cotidiana com medo de sermos a próxima vítima por ignorância dos que atestam falácias. Só melhorará se houver uma ação emergencial de preservação da vida como prioridade máxima; e infelizmente os registros do país não demonstra nenhuma melhora em combate ao vírus que assola o Brasil e o mundo, entretanto, muitos países já controlaram o momento pandêmico por serem dignos de irem além por um diálogo sócio-econômico-educacional.

    Sérgio Gaiafi
    Respeitosamente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui