Morre Micheline Aquino, diretora administrativa do Hospital Santa Isabel, vítima da Covid-19; tinha tomado a 1ª dose da Astrazeneca

Morreu na madrugada desta sexta-feira (28), a diretora administrativa do Hospital Santa Isabel, em João Pessoa, Micheline Barros de Aquino, vítima da Covid-19. Ela estava internada há vários dias na unidade de saúde. O esposo dela segue internado na unidade de saúde também devido a Covid-19.

De acordo com informações, Micheline tinha 46 anos e não apresentava comorbidades. Devido as complicações da doença, a diretora precisou ser entubada, porém não resistiu e morreu às 03h30.

Micheline Aquino assumiu o cargo há dois meses. Ela é a segunda diretora do hospital que morre vítima da Covid-19. O primeiro foi Fernando Ramalho, diretor geral da unidade, que morreu ainda em fevereiro.

A diretora do Hospital Santa Isabel, Micheline Aquino, tinha tomado a primeira dose da vacina Astrazeneca, contra Covid-19. De acordo com a publicação do Instagram de Micheline, a aplicação da primeira dose aconteceu no último dia 30 de abril de 2021. 

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, lamentou nesta manhã de sexta-feira (28), a morte da diretora administrativa

Na publicação do Instagram de Cícero, ele diz que recebeu a notícia com muita tristeza e enalteceu o trabalho que Micheline realizava no hospital. 

“Recebi com muita tristeza a notícia da morte da amiga e diretora do Hospital Santa Isabel @michelineaquinorealtor . Micheline vinha fazendo um excelente trabalho à frente daquela unidade, no enfrentamento à COVID-19, e infelizmente nos deixa como mais uma vítima desse vírus devastador. Meus mais profundos sentimentos à família, amigos e a toda a equipe do Santa Isabel que teve a honra de trabalhar com esta grande profissional. Uma grande perda”, diz a publicação. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui