Casal é preso suspeito de integrar grupo que usa drones para jogar drogas e armas para presídios, na Paraíba

Um casal foi preso na madrugada desta quarta-feira (7), suspeito de integrar um grupo que usa drones para jogar drogas e armas para detentos dentro de presídios, na Paraíba.

O caso ocorreu na cidade de Patos, Sertão paraibano, e conforme apurou o Notícia Paraíba, a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima informando que havia um drone sobrevoando o presídio Romero Nóbrega que na cidade. A polícia foi até o local e não encontrou o equipamento. Pouco tempo depois, outra denúncia foi feita informando que havia um veículo parado com pessoas dentro próximo ao Parque Religioso Cruz da Menina e que estavam com o drone. 

Os policiais foram até o local e abordaram o carro e constaram a denúncia. O condutor disse que era de João Pessoa e havia sido contratado para levar duas pessoas à Patos que fariam uma filmagem usando o equipamento.

A PM pediu que ele indicasse o local onde os supostos passageiros haviam ficado. Ao chegaram na residência, uma mulher permitiu a entrada dos policiais e no local foram encontrados o drone, três carregadores e uma maleta do equipamento, dezenas de celulares, maquinetas de cartão de crédito, balança de precisão, embalagens plásticas usadas rotineiramente para uso de transporte de frutas e legumes, saco com vários elásticos, rolos de fita adesiva, carregadores de celulares, drogas e R$ 2.643,00 em dinheiro.

Os outros suspeitos que estavam no carro conseguiram fugir quando perceberam a chegada da viatura policial.

A polícia acredita que outras pessoas integram um grupo criminoso que usa drones para para jogar drogas e armas para dentro de presídios na Paraíba.

O condutor do veículo, de 31 anos, e a mulher, de 22 anos, foram presos e levados para a Delegacia de Polícia Civil de Patos. Todo material apreendido também foi levado para a delegacia.

O caso será investigado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui