Em novo áudio mulher acusa Pastor Samuel Mariano de importunação sexual: “Ele assedia”

Após uma série de áudios serem divulgados narrando uma suposta infidelidade matrimonial por parte do pastor Samuel Mariano, que estava à frente da igreja AD Brás Paraíba, com sede em João Pessoa, um novo material aparece sugerindo, dessa vez, que o religioso teria sido autor de uma suposta importunação sexual.

A denúncia foi feita através de um áudio, gravado por uma mulher que não quis se identificar, mas que seria da Assembleia de Deus de Maragogi, em Alagoas. O material com a denúncia foi compartilhado em um canal no YouTube chamado ‘No Entanto’.

A mulher que se identifica no áudio como suposta vítima do pastor afirma que teve a oportunidade de trabalhar com ele e que em determinado momento recebeu um vídeo através do WhatsApp. Ela afirmou que o religioso teria aparecido nas imagens se masturbando.

Segundo a denúncia a mulher teria pedido para que ele parasse com o comportamento, quando ele teria se justificado afirmando que a esposa dele era “frígida”. Segundo ela houve novas investidas até que ela resolveu bloqueá-lo e a partir de então teria passado a receber algumas ameaças. Ela alegou que por esse motivo permaneceu calada por muito tempo.

No áudio a mulher, que teve a voz distorcida, chega a fazer uma pelo para que outras vítimas desse tipo de crime não se calem e denunciem. “Se em algum momento você se sentiu assediada denuncie, porque esse é o caráter dele. Ele assedia, te envolve numa lábia muito grande e algumas acabam caindo, então não fique calada”. Apesar do apelo, nem o autor do canal nem a suposta vítima especificam se houve registro de boletim de ocorrência na Polícia Civil de Alagoas.

O pastor Samuel Mariano, diante das últimas polêmicas envolvendo seu nome, desativou os comentários das suas redes sociais e afirmou que ficaria um tempo longe delas. Questionada em seu perfil oficial no Instagram sobre um posicionamento diante do caso, a esposa de Mariano, a pastora Isabela Mariano, que hoje está a frente da AD Brás Paraíba, informou que que o casal se pronunciaria após autorização da polícia e da Justiça: “Sim, quando a polícia e a justiça autorizar, primeiro eles, depois a gente fala”.

Título de cidadadão paraibano

Em meio às polêmicas atribuídas a ele, o pastor Samuel Mariano recebeu um título de cidadão paraibano concedido pela Assembleia Legislativa do estado (ALPB). No dia 18 de maio a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou, por unanimidade, o projeto de lei que concede o título. A pauta seguiu o curso e foi aprovada também pelo plenário. O projeto é de autoria do deputado estadual Cabo Gilberto (PSL).

Natural de Barreiros, em Pernambuco, Samuel Mariano é um dos maiores cantores e compositores do segmento gospel no país. Ele conta com quase 3 milhões de seguidores no Instagram e tem músicas gravadas por artistas consagrados do universo gospel. Samuel assumiu a direção da AD Brás Paraíba, em dezembro de 2019. Atualmente a denominação está sob o comando de sua esposa, Isabela Mariano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui