Flamengo vê avanço na vacinação em João Pessoa e negocia partida com público na Capital da PB; saiba qual é o adversário e a data

Com 77% das pessoas acima dos 18 anos já imunizadas com a primeira dose contra a Covid-19, a cidade de João Pessoa entra na mira de produtores e empresas para sediar eventos de várias áreas, entre eles, os esportivos. O avanço na imunização e os dados sobre a quantidade de vacinados chamaram a atenção do Flamengo, certamente, o mais interessado entre os clubes da primeira divisão do Campeonato Brasileiro no retorno dos jogos com a presença de público nas arenas e estádios.

Só neste período de pandemia, o Flamengo calcula ter tido prejuízo de até R$ 150 milhões sem bilheteria. A brecha aberta pela Conmebol na final da Copa América, fez o clube negociar com o Governo de Brasília-DF a realização da segunda partida das oitavas de final da Copa Libertadores, contra o Defensa y Justicia-ARG, nesta quarta-feira (21), com 25% da capacidade de público do estádio Mané Garrincha – cerca de R$ 18 mil pessoas.

Disputando no momento o Campeonato Brasileiro e a Taça Libertadores da América, o clube carioca – atual bi-campeão brasileiro e campeão da América em 2019 – já teria entrado em contato com a Prefeitura de João Pessoa. Segundo informações de bastidores, a condição avançada da vacinação contra a Covid-19 na cidade deixou a diretoria do Flamengo animada.

A partida em discussão entre a Prefeitura de João Pessoa e a equipe carioca é Flamengo x Ceará, válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, marcada para acontecer em 28 de novembro.

Um fato que chama a atenção é que em novembro, a capital paraibana sediaria a partida com a vacinação ainda mais avançada, tendo em vista que um dos critérios dos organizadores do futebol para abrir a presença de público nos estádios é que as pessoas tenham sido vacinadas com as duas doses ou a dose única.

Mais um ponto positivo para a partida é a tabela do campeonato. Antes de Flamengo x Ceará, o clube carioca enfrenta o Sport pela 35ª rodada, em Recife-PE, há cerca de 120 km de João Pessoa. Certamente, com a volta do público aos estádios, duas partidas dessa importância, com datas e em cidades próximas, favorece a logística e evita o desgaste em viagens.

Seria uma forma de continuar no Nordeste e um privilégio para a imensa torcida flamenguista do Nordeste. Além disso, ajudar na captação de recursos com a bilheteria dos jogos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui