Athletico vence o Santos e abre vantagem nas quartas da Copa do Brasil

  • O Athletico venceu o Santos, por 1 a 0, nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. O gol da partida foi marcado por Renato Kayzer, aos 16 minutos do primeiro tempo. Na segunda etapa, o Peixe ficou na bronca pedindo um pênalti em toque do próprio Kayzer, enquanto o Furacão teve um gol de Mingotti anulado. No fim, vantagem do Rubro-Negro na disputa por uma vaga nas semifinais.
  • Como fica
  • A partida de volta entre Athletico e Santos será apenas em 14 de setembro, uma terça-feira, às 21h30, na Vila Belmiro. 
  • Vale lembrar que o gol fora de casa não é critério de desempate. 
  • Com isso, o Athletico leva a vantagem do empate. O Peixe precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença para se classificar. Caso o Santos ganhe por um gol de vantagem, a decisão da vaga será nos pênaltis.

Os jogadores do Santos reclamaram muito, e o comentarista Sálvio Spinola deu razão na Central do Apito e viu pênalti do atacante Renato Kayzer aos 20 minutos do segundo tempo. No lance, a bola foi alçada na área do Athletico e, na sequência, Renato Kayzer abriu o braço e dominou para sair jogando.

O Athletico também teve motivos para reclamar. Aos 38 minutos, a arbitragem marcou, em campo, impedimento de Vinicius Mingotti e invalidou o que seria o segundo gol do Furacão. Para Sálvio Spinola, na Central do Apito, o VAR não traçou a linha para analisar a posição, que, para ele, parecia ser legal.

  • O Athletico começou com tudo, e Jader acertou a trave aos três minutos. Aos oito, João Paulo salvou o Santos duas vezes, uma em desvio de Madson para trás, e depois em chute de Nikão. A resposta do Peixe veio aos 14, com Carlos Sanchez mandando por cima. Só que o primeiro tempo era do Furacão. Aos 15, Thiago Heleno arriscou de trás do meio-campo e quase fez um golaço. No minuto seguinte, Renato Kayzer mandou de cabeça após desvio de Richard e abriu o placar. O Alvinegro assustou em chute de Jean Mota que Santos espalmou, teve outras chances, enquanto Athletico pressionou a saída de bola adversária e quase ampliou antes do intervalo, com tentativas de Nikão e Richard.
  • 2º tempo

O Athletico logo assustou com Marcinho, mas o Santos passou a levar mais perigo na segunda etapa. Aos 12, Sanchez recebeu na entrada da área e mandou por cima. Aos 20, o Peixe pediu pênalti por toque no braço de Renato Kayzer na área, mas a arbitragem nada marcou. O Furacão chegou a balançar a rede aos 38, com Vinícus Mingotti, só que foi marcado impedimento no lance.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui