Funcionário de circo é suspeito de estuprar menina com deficiência na PB

ma menina, de 14 anos, com deficiência intelectual, foi vítima de estupro na cidade de Campina Grande, Agreste da Paraíba. A informação foi divulgada pela Polícia Civil nesta segunda-feira (23). A adolescente mora no bairro Vila Cabral. O principal suspeito é um suposto funcionário de um circo intinerante.

De acordo com a denúncia, o crime teria acontecido na noite da última sexta-feira (20), em uma região de mata próxima à casa da vítima. A menina teria saído de casa para assistir ao espetáculo circense, no entanto, segundo a família, voltou para casa chorando, chorando e suja de terra.

Questionada pela família sobre o que tinha acontecido, a adolescente afirmou ter sido estuprada e apontou um suposto funcionário do circo como autor. Com a ajuda de líderes comunitários, a família procurou a polícia para registrar boletim de ocorrência. O suposto autor do crime não foi localizado.

O dono do circo informou que o homem apontado como autor do crime não teria vínculo empregatício. Ele teria sido contratado de maneira informal para prestação de alguns serviços enquanto o circo estivesse na localidade. 

A vítima foi encaminhada para o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA), onde realizou exames que comprovaram o abuso sexual. Ela também recebeu atendimento médico e psicológico. A Polícia Civil investiga o crime e procura pelo suspeito para ouví-lo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui