Série C: Em Teresina, Belo empata sem gols com o Altos-PI e cai para a terceira colocação

Altos-PI e Botafogo-PB, em situações opostas na tabela, se enfrentaram no estádio Albertão, em Teresina, pela décima quarta rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. O Jacaré, brigando contra o rebaixamento, enquanto o Belo, querendo voltar à liderança, fizeram um jogo disputado, com a equipe piauiense sendo melhor, mas o placar ficou mesmo no 0 a 0.

O técnico Gerson Gusmão mudou o setor ofensivo botafoguense. Mesmo com Esquerdinha voltando de suspensão, Clayton foi o escolhido para ser o principal armador da equipe, e no ataque, Ederson perdeu a vaga para Welton Felipe. Nos donos da casa, Reinaldo Lobo, Jardel e Leandro Amorim substituíram Tiaguinho, Ray e Wesley.

A primeira chance de gol do jogo, praticamente na primeira finalização para o gol, veio para o time da casa. Aos 24 minutos, Klenisson invadiu a área pela direita e bateu cruzado, Lucas fez grande defesa e espalmou para frente, onde Manoel apareceu cheio de gás para encher o pé, e com muita força, a bola subiu demais e foi por cima do travessão.

O ritmo era lento também devido ao forte calor de 39ºC na capital do Piauí. Também por isso, o Belo tentou assustar apenas aos 41 minutos, quando Welton recebeu na intermediária e bateu de direita, mas a bola passou a direita da trave, sem perigo para Mondragon.

Perto do fim do primeiro tempo, já aos 49 minutos, Betinho invadiu a área e recebeu a bola por trás da defesa botafoguense e chutou firme de canhota, e outra vez o camisa 1 do Belo precisou fazer boa defesa, mandando a bola para escanteio.

Segundo tempo

Logo no primeiro ataque depois do intervalo, aos 2 minutos, Gabriel Araújo cobrou falta da esquerda e Juba completou de carrinho para balançar a rede, mas o assistente Wallace Muller Barros viu impedimento no lance e anulou o gol do Botafogo-PB.

A resposta do Altos veio aos 7 minutos com Klenisson, que avançou sem marcação pela direita e só rolou para Manoel, que chegou também livre na pequena área, mas tocou mal, chutando a bola por cima da trave.

O Jacaré era melhor e rondava a área de Lucas o tempo inteiro, obrigando o camisa 1 botafoguense a fazer algumas intervenções para evitar a abertura do placar.

Gerson Gusmão recuou o Botafogo-PB colocando Luís Gustavo e Amaral nas vagas de Pablo e Tinga, e trouxe o adversário para seu campo. E aos 33 minutos, após cruzamento, Mimica desviou a bola na pequena área e ela passou raspando o poste esquerdo de Lucas.

A equipe pessoense fez boa jogada aos 37 minutos, com Clayton fazendo boa jogada e encontrando Ederson, na marca do pênalti, mas o camisa 9 chutou torto, pelo lado esquerdo da trave.

A partida ficou mais aberta próxima do fim e aos 40 minutos nova chance do Altos-PI. Betinho recebeu cruzamento e colocou de pé direito no canto de Lucas, mas a bola foi pela linha de fundo, com muito perigo.

Aos 44, Rodrigo Andrade cobrou escanteio da direita e tentou o gol olímpico, mas o goleiro do Belo fez grande defesa e mandou a bola novamente para a linha de fundo.

O empate por 0 a 0 deixa o Altos-PI com 15 pontos, na oitava posição, três acima do Jacuipense, primeiro time dentro da zona de rebaixamento. O Botafogo-PB chegou aos 21, caiu para a terceira colocação e pode ficar na quarta caso o Volta Redonda vença o Santa Cruz amanhã. Na décima quinta rodada o Jacaré enfrenta o Floresta, fora de casa, no sábado (04), enquanto o Belo, um dia depois, recebe o líder Tombense-MG, no Almeidão, às 20h.

Ficha técnica

Altos-PI 0 x 0 Botafogo-PB

Campeonato Brasileiro da Série C 2021
Grupo A – 14ª rodada
Estádio: Albertão (Teresina)

Arbitragem: Felipe da Silva Gonçalves; Wallace Muller Barros e Thiago Gomes Magalhães, todos do Rio de Janeiro.

Cartões amarelos: Jardel (A); Welton Felipe, Willian Machado (B)

Altos-PI: Mondragon, Gean, Mimica, Leandro Amorim (Rodrigo Andrade), Reinaldo Lobo; Jardel, Netinho, Lucas Campos (Roger Gaúcho); Klenisson (Cesinha), Betinho e Manoel (Juninho Arcanjo). Técnico: Paulinho Kobayashi.

Botafogo-PB: Lucas, Gabriel Yanno, Daniel Felipe, Willian Machado; Sávio, Gabriel Araújo (Tsunami); Tinga (Amaral), Pablo (Luís Gustavo), Clayton; Juba (Ederson) e Welton Felipe (Luã Lúcio). Técnico: Gerson Gusmão.

Voz da Torcida

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui