João Pessoa retoma vacinação da primeira dose para pessoas acima de 18 anos nesta sexta-feira (3)

João Pessoa retoma nesta sexta-feira (3) a vacinação da primeira dose da Covid-19 para pessoas acima de 18 anos. O agendamento vai ter início às 19h.

O agendamento ocorre através do aplicativo Vacina João Pessoa ou do site. Com isso, o cidadão assegura ser vacinado no local indicado.

Aqueles que enfrentam dificuldades para realizar o cadastro ou agendamento, podem tirar dúvidas pelo e-mail vacinajp@gmail.com ou através do telefone (83)98600-4815, das 8h às 17h.

Confira os pontos de vacinação desta sexta-feira (3):

Primeira dose – 18+ sem comorbidades

Ginásios (8h às 12h)

  • ECIT Papa Paulo VI (Cruz das Armas)
  • Escola Francisco Pereira da Nóbrega (Cristo Redentor)
  • Centro Cultural Tenente Lucena (Mangabeira)
  • IFPB (Jaguaribe)
  • Escola Seráfico da Nóbrega (Tambaú)
  • Ginásio Ivan Cantisani (Tambiá)
  • Escola Olívio Ribeiro Campos (Bancários)
  • Escola Darcy Ribeiro (Funcionários II)
  • Escola Dom Helder Câmara (Valentina)
  • Escola Professor Lynaldo Cavalcanti (Bairro das Indústrias)

Drive-thru (8h às 16h)

  • Mangabeira Shopping (também pedestres)
  • Unipê (Água Fria)
  • UFPB, acesso pelo HU (Castelo Branco)
  • Santuário Mãe Rainha (Aeroclube)

Segunda dose

Coronavac – Butantan (8h às 12h)

  • Lyceu (Centro)
  • Clube Cabo Branco (Miramar)
  • Escola Professor Oscar de Castro (Cruz das Armas)

Astrazeneca – Fiocruz (8h às 12h)

  • FIEP (Trincheiras)
  • Escola Leonel Brizola (Tambauzinho)

Pfizer (8h às 12h)

  • Escola Presidente João Goulart (Castelo Branco)

Documentação necessária

A deficiência deverá ser preferencialmente comprovada por meio de qualquer documento, desde que atenda ao conceito de deficiência permanente adotado nesta estratégia, podendo ser:

  • Laudo médico que indique a deficiência;
  • Cartões de gratuidade no transporte público que indique condição de deficiência;
  • Documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência;
  • Documento oficial de identidade com a indicação da deficiência;
  • Qualquer outro documento que indique se tratar de pessoa com deficiência.

Caso não haja um documento comprobatório, será possível a vacinação a partir da autodeclaração do indivíduo. Nesta ocasião, o indivíduo deverá ser informado quanto ao crime de falsidade ideológica (art. 299 do Código Penal).

No caso de adolescentes com comorbidades, é preciso levar cópia do laudo ou declaração médica que comprove sua condição. As cópias dos documentos comprobatórios ficarão retidas.

Já para a segunda dose, precisa-se apenas do cartão de vacinação e de um documento com foto.

Solidariedade

Os postos de vacinação também estão abertos para receber as doações de alimentos não perecíveis. Após a arrecadação, eles serão distribuídos com instituições de caridade e famílias necessitadas, atingidas pelos efeitos da pandemia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui