Espaço Cultural cobra ‘passaporte da vacina’ em retomada presencial

A partir desta segunda-feira (4), começa o agendamento para uso presencial de parte dos equipamentos da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), em João Pessoa. Para as atividades, os usuários devem realizar agendamento e apresentar comprovante de vacinação contra a Covid-19.

A Gibiteca Henfil, o Museu José Lins do Rêgo e Acervo Histórico Waldemar Duarte retornam com 20% a 30% da capacidade de público. Também serão reabertos o Cine Banguê e a Biblioteca Juarez da Gama Batista. A Galeria Archidy Picado será reaberta em novembro.

Gibiteca Henfil, Museu José Lins do Rêgo, Acervo Histórico Waldemar Duarte estarão reabertos a partir desta segunda-feira, com funcionamento das 8h às 12h e das 14h às 17h. O Cine Banguê retoma as sessões presenciais no dia 8 de outubro com filmes voltados para o público infantil, de sexta a domingo, com sessões às 14h e 16h.

Já a Biblioteca Juarez da Gama Batista estará aberta para o público a partir do dia 15 de outubro. Usuários poderão agendar o uso da biblioteca para consulta e estudo, nos turnos da manhã e tarde, sendo que o limite de permanência é de quatro horas. Também estarão liberados os empréstimos e devoluções de livros.

Para acessar os serviços nessa reabertura experimental é preciso realizar agendamento através do endereço eletrônico.

Para ter acesso aos serviços, após o agendamento, o usuário precisa apresentar o comprovante de vacinação (físico ou digital). Caso o usuário só tenha recebido a primeira dose, o acesso aos serviços somente é permitido 14 dias após a imunização. Cada CPF poderá fazer um agendamento em cada um dos equipamentos.

De acordo com a Funesc, todos os protocolos de segurança contra a contaminação pelo coronavírus permanecem respeitados. Assim, haverá controle da temperatura e obrigatoriedade do uso de máscaras e álcool em gel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui