Policial suspeito de fraudar concursos públicos é preso em operação

A Polícia Civil da Paraíba em conjunto com as corporações de Alagoas e Pernambuco, deflagou na manhã desta quinta-feira (21) a operação ‘Loki’ contra um policial militar suspeito de liderar uma organização criminosa especializada em fraudar concursos públicos. A ação é coordenada pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) de João Pessoa.

Um mandado de prisão e quatro de busca e apreensão serão cumpridos até o fim do dia de hoje. Os mandados foram expedidos pela 17ª Vara de Alagoas. A quadrilha é suspeita de fraudar concursos da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

Em João Pessoa, o homem estava em uma casa ampla no Portal do Sol. “O trabalho investigativo identificou homem, que já foi alvo de outras operações, como a Operação Gabarito. Ele teria comandado as fraudes”, disse o delegado Diego Beltrão, da DRACO.

O suspeito, que é um policial, ostentava um patrimônio incompatível com a renda. Ele, inclusive, já havia sido preso em decorrência da operação Gabarito. “Estava em liberdade. Um indivíduo que é policial militar no estado de Alagoas tinha patrimônio grande e incompatível com o trabalho dele. Justamente a através dessas fraudes”, completou o delegado.

Outras pessoas identificadas e há cumprimento de mandados em outros estados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui